0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

Em uma nova entrevista com a Alternative Revolution, Ryan Shuck das bandas Julien-K e Dead By Sunrise mencionou que tem planos de lançar uma das perfomances da banda em vídeo, que contém a participação de Chester Bennington.

A banda Julien-K, lançou uma coletânia chamada “Time Capsule: A Future Retrospective” com demos não lançadas e gravações ao vivo. A coletânea é formada de 4 discos. O disco 3 “Live & Acoustic”, contém duas músicas com a participação de Chester, nas músicas entituladas Palm Springs Reset e I’ll Try Not to Destroy You apresentadas de forma acústica para o evento beneficente Start Of The Season.

No dia 4 de Julho de 2009, o Dead By Sunrise tocou um show acústico em Las Vegas para um pequeno público no Teatro Steven Wyrick. Algumas faixas desse show foram lançadas, como Morning After para o LPUnderground – Fã clube do Linkin Park – e Let Down como single digital.

Veja os pedaços da entrevista que fala sobre isso:

AR: O disco 3 desse projeto contém canções ao vivo e acústicas. Como é tocar essas canções de forma acústica em comparação ao tocar com a banda completa e todos os arranjos? Suas canções no seu álbum de estúdio parecem ter muito mais arranjos do que as performances acústicas. Imagino que seja bem diferente de uma apresentação com a banda inteira. Como os fãs reagem a essas performances acústicas?

Ryan: Nós descobrimos depois de uma turnê acústica com o Chester e em uma acústica do Dead By Sunrise…  na verdade nosso primeiro show… em algum momento nós lançaremos ele em vídeo. Nós temos tudo gravado, ninguém sabe disso. Mas, nós não queremos ganhar dinheiro em cima do lançamento desse material. Existem muitos materiais para considerar. Temos muitas coisas para considerar sobre quando lançar isso. É tudo entre amigos. Nós queremos lançar coisas que farão nossos fãs felizes.

Mas, foi muito bom quando tocamos esse show acústico. Nós nunca tínhamos tocado as nossa música ao vivo antes para um público e nós tocamos de forma acústica em Las Vegas para um evento no Club Tatto. E nós conseguimos lotar um auditório, e era tão bom que o Chester olhou para todo nós e disse: “por que nós não fazemos um show acústico? Seria mais legal“. E nossos fãs amaram.

Depois de sermos, tipo uma banda eletrônica por muito tempo, eu acho que descobrimos que existe todo um outro lado presente em nossa música. Nós começamos a dizer sim para eventos que eram acústicos e muitos deles foram eventos especiais com o Chester, onde nós tocamos um pouco das músicas do Julien-K e do Dead By Sunrise, e do Linkin Park. Isso realmente aconteceu.

AR: Minha próxima pergunta você meio que já respondeu. Era sobre o show beneficente acústico do Star Of The Season com o Chester. Eu ouvi aquelas músicas. Foi muito legal que vocês ficaram trocando os vocais durante a música. Era estranho tocar essas músicas com o Chester sendo que eram músicas do Julien-K e não do Dead By Sunrise?

Ryan: Não, porque a gente fazia isso o tempo todo. Ele se apresentou conosco o tempo todo. Sempre que ele tinha uma chance de se juntar a nós, ele subia ao palco. Eu acho que ele se juntou ao Julien-K provavelmente umas 70 vezes. Ele subiu e tocou com a gente muitas vezes. Nós tocamos muito mais dessa forma colaborativa com Dead By Sunrise e Julien-K, é por isso que era tão bom. É por isso que lançamos isso. Nós éramos bons no que estávamos fazendo. Foi realmente mágico. Eu pensava “nossa, não acredito que estou tocando uma música com alguém tão bom“. Ele era um grande cantor e uma força da natureza. Essa foi uma das vezes na minha vida em que nos olhamos quando nos apresentamos e eu fiquei tipo “Eu sou um cara de sorte.

Veja aqui uma das apresentações do Julien-K com Chester Bennington – Palm Strings Reset:

Fonte: Alternative Revolution | Tradução e adaptação Linkin Park Brasil.

© 2018, www.linkinparkbrasil.com. O melhor portal de notícias do Linkin park no Brasil

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

Deixe seu comentário sobre essa Notícia

comentários