0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

Hoje, dia 16 de Fevereiro, Mike Shinoda deu uma entrevista e respondeu à perguntas sobre o novo álbum da banda á Zach Sang Show, resumimos o conteúdo, confira:

O que você acha de HEAVY?: 
“Eu quero que as pessoas ouçam e se inspirem; A música tem uma mensagem muito clara, acredito que quando a música é boa ela inspira as pessoas as viverem melhor, se sentirem melhor quando elas estiverem tristes.”

Por que vocês escolheram a Kiiara?
“Quando eu a ouvi pela primeira vez, ela tinha lançado Gold,  e eu gostei; Um amigo em comum fez um show com ela e contou que tinha ela era ótima e que sua banda favorita era o Linkin Park. Por fim, nós estramos em contato e escrevemos Heavy, senti que a música precisava de uma voz feminina.”

Mike explica que Kiiara não participou da composição da música  mas que esse álbum foi o primeiro em que eles trouxeram outras pessoas (Emily Wright, etc.) para ajudá-los a compor. Essa ideia surgiu quando a última turnê acabou e ele queria experimentar como seria trabalhar com outras pessoas além da banda,  no processo criativo das músicas
“ Foi muito novo, e houve respeito mútuo entre os artistas, nós entrávamos no estúdio com uma folha e branco e escrevíamos sobre o que queríamos, ninguém se colocou acima. Eu tinha que me sentir entre amigos pra que as letras saíssem; nós trabalhamos com 30/40 pessoas, e sempre individualmente, não mandamos ninguém pra casa para voltar com 10 músicas para que escolhêssemos uma, eu tinha que sentir no meu coração que aquela era uma música ‘nossa’, do Linkin Park.

Mike conta que A “The Hunting Party Tour” foi a turnê mais bem sucedida da carreira da banda, inesperadamente. Antes de iniciar, os membros da banda não estavam muito confiantes pois as músicas eram tidas como muito “pesadas” e a maioria delas, se quer, estavam sendo tocadas nas rádios.

Por que HEAVY como primeiro single ?
“Heavy é a música que mais representa a ideia do álbum, tem um som novo, uma parceria com outra pessoa, o que é muito incomum pra banda. A mensagem é sobre aqueles dias quando está tudo dando errado, nós da banda passamos muito por isso, você pode até achar dramático mas, por exemplo, quando alguém morre ou seus pais estão tendo sérios problemas e você se sente realmente triste, além disso você vê o noticiário, lida com pequenas coisas que te levam ao limite. É sobre como você lida com tudo isso, a parte mais importante da música fala ‘ I keep dragging around what’s bringing me down, If I just let go, I’d be set free’ (Eu continuo arrastando em torno do que está me trazendo para baixo, se eu deixar ir, serei liberto). O objetivo da banda é trazer coisas que ajudem as pessoas, criar uma comunidade com os fãs e outras pessoas e mostrar que somos todos humanos e passamos pelas mesmas coisas.

O que esse álbum tem de diferente dos outros?
“Nós trouxemos muita gente nova e estamos produzindo por nós mesmos, pela primeira vez. Era quase assim das outras vezes, mas em algum ponto nos encontrávamos com algum produtor. Além disso, antes  escrevíamos as músicas e colocávamos os vocais depois, fazíamos o que a música pedisse, às vezes a música já estava escrita e nós nem sabíamos como iriamos tocar; Dessa vez foi totalmente ao contrario, houve mais planejamento no processo de criação.”

O entrevistador perguntou como Mike e Chester trabalham juntos, já que parecem ser tão diferentes nesse ponto. E Mike responde:

“Você pode dizer que somos como fogo e gelo, trabalhamos de formas diferentes, Chester é muito apaixonado pelo que faz, se você der uma ideia pra ele que ele goste, ele vai estar cem por cento com você e no minuto depois já vai estar trazendo coisas para fazê-la. Eu sou mais calmo, gosto de pensar mais, de processar a ideia, e, ás vezes isso ajuda, mas ele fica louco porque quando resto da banda entra em acordo ele está tipo ‘mas eu já tinha escrito isso no quadro há duas semanas, porque demoraram tanto? ‘  ele tem que ter paciência comigo. Os seis são incrivelmente diferentes e é isso que faz a banda unida.

Mike confirmou que a data de estreia do álbum é 19 de Maio e se chamará ONE MORE LIGHT, Ele explica que pela primeira vez o álbum ganha  o nome de uma de suas músicas; Sobre  A inspiração para a música Mike explica :
“ é uma história triste, EggWhite ( um dos compositores convidados)  odiava Los Angeles e por razão nenhuma vinha pra cá, mas à nosso pedido ele abriu uma exceção para nós; Descobrimos que um de nossos amigos da gravadora tinha falecido, nós queríamos que alguém da banda estivesse no funeral, mas era no dia que Eggwhite vinha de Londres pra Los Angeles nos encontrar e  a gente não queria desmarcar com ele, então Brad foi pro funeral, e eu fiquei no estúdio com Egg mas naquele dia não havia nada na minha mente além de tristeza, Egg me contou sobre um amigo dele que também havia falecido, e decidimos escrever sobre aquilo, a mensagem da música é intensa assim como o assunto, ela fala que quando perdemos uma parte das nossas vidas, como numa situação dessas, a coisa mais importante é deixar as pessoas saberem que você se importa com elas, com os que ainda  estão com você, é uma música acolhedora e única, não dava para não dar o nome dela para o álbum.

Sobre as possíveis criticas ao novo álbum Mike explica  que a banda passa por isso em todo lançamento e que os fãs sabem que a banda gosta de misturar estilos e sons e essa é uma forma de se surpreender e surpreender aos fãs e usa A Thousand Suns como exemplo disso. Ele também conta que nesse álbum o ouviremos menos com rimas de Rap e mais como cantor, o que é novo pra ele mas que teve o melhor professor sete dias por semana: Chester. Falando em Chester, Mike disse:
“As pessoas vão se surpreender com a voz e o jeito de cantar dele dessa vez, como se surpreenderam quando ele fez o cover de ‘Rolling in the Depp” da Adele.

Por fim, os entrevistadores perguntaram quais seriam os rappers que Mike possivelmente gravaria uma música e ele cita: Kanye West, Pusha T, Drake, entre outros; E emenda dizendo que espera fazer remixes do novo álbum e que seria uma boa ideia colaborar com eles

 

 

 

 

 

© 2017 - 2019, www.linkinparkbrasil.com. O melhor portal de notícias do Linkin park no Brasil

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

Deixe seu comentário sobre essa Notícia

comentários