0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

O site altwire.net fez uma precisa review do novo álbum do Linkin Park que chega as lojas na semana que vem, confira a baixo:

Antes de mergulhar nesta review, eu preciso avisá-lo: Eu sou um ‘poptimista‘. Eu não acho que toda a música pop seja intrinsecamente ruim, e estou ciente de que alguns fãs do Linkin Park que vão ler esta resenha vão se intitular no ‘rockismo‘ .Assumindo que devido a sua natureza pop, esse álbum não é menos melhor que os anteriores da banda 

Então, você provavelmente está se perguntando, o que é o popismo, eo que é o rockismo?

O rockismo foi uma frase cunhada pelo músico inglês Pete Wylie em 1981 para se referir ao surgimento de fãs de música rock que sentiam que a música pop era ruim  ou fraca, exigindo menos esforço ou habilidade para o musico. O termo refere-se à mentalidade prevalecente entre os fãs de rock que, se um artista é “pop”, eles devem ser menos talentosos ou menos capazes do que seus contemporâneos que fazem rock

Este não é apenas um ponto de vista lamentável de se ter, mas também por falta de uma palavra melhor: besteira absoluta. Infelizmente, este é um ponto de vista que eu temo uma quantidade decente de pessoas que criticaram single “Heavy”, isso pode fazer que essas pessoas não desfrutem das novas músicas do  “One More Light”, e percam as boas músicas que estão lá 

Há algo bastante arriscado e ousado sobre ir full-pop nesta fase em suas carreiras, especialmente depois do seu último álbum bem mais pesado, o The Hunting Party . Conhecido predominantemente como uma banda “alternativa”, não há segredo de que uma porcentagem dos 60 milhões de fãs do Facebook da banda provavelmente preferem seu Linkin Park tradicional  estar tão longe da música pop quanto possível. Mas a verdade é que o Linkin Park nunca foi estranhos à música pop. Apresentando influências pop tão longe e no início como “In The End”, Linkin Park sempre foi rotulados por alguns críticos de metal como “popular demais para ser metal”

A natureza estrangeira deste álbum é instantaneamente clara em faixas como  “Sorry For Now”, que mostra um excelente Mike Shinoda nos vocais. Em um momento de alegria no álbum, Mike oferece uma semi-apologia para seus filhos, que não conseguem entender por que seu pai está constantemente em turnê. “Thinking of you back on the ground, the willful fire burning in your eyes, I only halfway apologize… ...” ele explica que eles não são velhos o suficiente para entender que este é o trabalho do papai, e que um dia eles vão entender Seus sacrifícios, enquanto passava a dizer “Sunder the fire of your angry eyes, I never wanted to say goodbye…”.. Já em destaque em One More Light,  “Sorry For Now” continua com uma linda ponte do Chester.

O tema do arrependimento e da lembrança continua e talvez o que pode ser a faixa mais estranha do álbum, “Halfway Right”, que soa como um R & B , tanto vocal e musicalmente. Jogando para fora como uma conversa entre um Chester de meia-idade falando sobre a sua vida ela tem versos como:

“Told me kid, you’re going way too fast
You’ve burned too bright, you know you’ll never last…”

Chester finalmente faz a paz com seus demônios . Os principais temas também continuam na surpreendente “Sharp Edges”, que pode ser comparado ao hit da banda 2007 “Bleed It Out”, a musica tem um progresso bem lento sobre os instrumentos  Chester canta sobre as lições que sua mãe sempre tentou dizer-lhe:

Sharp edges have, consequences, I
Guess that I had to find out for myself…”

Por causa da natureza inesperada essa música é uma das minhas musicas favoritas que o Linkin Park já escreveu, mesmo sendo um pouco curta.

Não cometa erros. Este álbum é verdadeiramente e totalmente Linkin Pop , e a confiança mostrada neste álbum mostra que a banda dá um foda-se se você é Rokista. Este é um álbum para os poptimistas do mundo. Ouça este álbum e você pode se tornar mais verdadeiro com você mesmo

One More Light é como  um novo capítulo, ou talvez até um novo livro no universo do Linkin Park. Claro, haverá muitas pessoas que podem não concordar com esse sentimento. Haverá pessoas que odeiam esse disco, assim como haverá pessoas que acham que é um dos melhores discos da banda. Mas isso é talvez o que torna os riscos como estes tão excitante, éo medo do Linkin Park desconhecido.

 

© 2017, www.linkinparkbrasil.com. O melhor portal de notícias do Linkin park no Brasil

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

Deixe seu comentário sobre essa Notícia

comentários