0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

O Fórum do LPLive.net tem coletado várias informações interessantes sobre o novo álbum do Linkin Park. Abaixo traduzimos a postagem e também adicionamos algumas informações. Veja o tópico original do LPLive.net clicando aqui.

Como temos vistos nas entrevistas ultimamente, o Linkin Park pretende lançar um novo álbum este ano. Já é abril e eles ainda estão compondo as músicas, mas parece que eles já conseguiram avançar bastante, principalmente por causa de um tweet que o Mike mandou para o Zane Lowe (Radialista do BBC Radio 1 – mesma rádio em que lançaram a música Rebellion, em 2014) perguntando se ele gostaria de ouvir alguma música nova do Linkin Park.

Algumas coisas que podemos perceber até agora:

Primeiro, Ethan Mates, o principal engenheiro da banda para este álbum (e que também foi nos últimos 4 álbuns) postou uma foto no Facebook, dia 7 de Abril e imediatamente apagou depois de perceber o seu erro. A foto mostrava uma pasta chamada “LP ALBUM 7 MAIN” contendo 64 itens, com datas que variavam do dia 9 de Novembro a 7 de Abril de 2016.

Entre os itens, haviam música intituladas “Lost My Moment”, “Conn-District 108”, “Till The Walls Come Down”, “Nobody Can Save Me J Green 2”, “Invisible – MS with Justin Parker” e “Keep Saying I’m Sorry”. Tentando dissecar algumas informações aí, podemos descobrir algumas coisas:

Parece que temos uma colaboração com Conner Youngblood, cantor americano, com o título District 108. Um vídeo ao vivo postado pelo Linkin Park em sua página oficial do Facebook mostra Conner no estúdio com a banda, veja aqui. Parece ter também uma música em colaboração com Jon Green, cantor e compositor britânico que toca piano e guitarra, e tem o título Nobody Can Save Me.

A banda também está trabalhando com Justin Parker, que é um compositor e produtor britânico, mais conhecido por seu trabalho com cantoras como Lana Del Rey e Ellie Goulding. Provavelmente foi com ele que o Mike Shinoda se encontrou em Londres depois da turnê europeia no final de Setembro, devido a faixa com o nome “Invisible – MS with Justin Parker” listada na imagem que o engenheiro postou “sem querer”. É possível ver o Justin Parker trabalhando com o LP em uma das transmissões ao vivo que a banda fez no Facebook (temos o vídeo traduzido no nosso canal do youtube, clique aqui para ver). Segundo o LPLive.net, talvez Justin Parker esteja desempenhando um papel maior neste álbum do que apenas uma colaboração em uma música – produção talvez?

Enfim, o que podemos ver até aqui é que eles tem pelo menos 64 ideias de músicas até esse ponto e eles estão trabalhando com uma grande variedade de artistas nessas novas músicas.

Ainda sobre o nome das músicas, algumas fotos da banda no estúdio também mostraram músicas com o nome “El Chopo” e “Keep Saying I’m Sorry”. Vale lembrar que, enquanto a música não está pronta, ela é chamada de Working Title, que é apenas um título provisório, depois quando todas as músicas forem selecionadas é que elas recebem um nome definitivo.

Outro fato interessante é que no catálogo da BMI (registro de direitos autorais) apareceu duas novas músicas classificadas como Linkin Park, com o nome Richochet e What Are You Worth. Brian Howes, produtor e compositor americano, está listado como o artista. Existem duas possibilidades: uma, o Linkin Park já teria duas músicas prontas, e a outra é que o BMI errou ao cadastrar a música como Linkin Park – isso já aconteceu antes, mas achamos melhor comentar sobre isso, vai que dessa vez não está errado.

Além de todas essas informações, da para notar que o Linkin Park está tentando aproximar os fãs ao processo de criação do novo álbum. Eles tem postado nas redes sociais, praticamente toda semana, fotos da banda no estúdio, transmissões ao vivo de dentro de estúdio e o Mike Shinoda tem mandado por e-mail atualizações sobre o novo álbum, caso não tenha visto, pode ler a primeira atualização clicando aqui, e a segunda atualização clicando aqui.

Sobre como o álbum vai soar não sabemos – e provavelmente nem a banda. Na semana passada, Mike e Brad deram uma entrevista à Billboard e falaram que estão seguindo a abordagem que o Rick Rubin recomendava, mas que eles acabavam não seguindo. Geralmente eles compõe a música primeiro e depois as letras, mas agora estão se concentrando exclusivamente na composição das letras, e não no instrumental. Como o próprio Brad falou “não estamos pensando em gênero e nem em arranjo, apenas em palavras e melodias.”

Screen Shot 2016-04-13 at 12.46.09 AM Screen Shot 2016-04-13 at 12.46.18 AM

Screen Shot 2016-04-13 at 12.46.34 AM Screen Shot 2016-04-13 at 12.46.45 AM

Screen Shot 2016-04-13 at 12.46.52 AM Screen Shot 2016-04-13 at 12.47.00 AM

Screen Shot 2016-04-13 at 12.47.09 AM Screen Shot 2016-04-13 at 12.47.22 AM

Fonte: LPLive.net + LinkinParkBrasil.com

© 2016, www.linkinparkbrasil.com. O melhor portal de notícias do Linkin park no Brasil

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

Deixe seu comentário sobre essa Notícia

comentários

About The Author

Fã em tempo integral e criadora de conteúdo nas horas vagas, meu hobby preferido é escrever sobre Linkin Park e conhecer novos fãs. Tive a oportunidade de ir em 10 shows do Linkin Park, sendo o primeiro em 2004 no Morumbi e tive a oportunidade de ir em 3 do Mike Shinoda, na turnê do Post Traumatic.