0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

Uma das mais importantes revistas do mundo, a Forbes, fez uma matéria falando de como o Linkin Park nos ensina a ter uma responsabilidade social, e de como gerenciar uma equipe unida, e que colhe frutos dessa organização, veja a baixo essa incrível matéria:

 

Se você ainda é jovem para um concerto do Linkin Park, uma recente publicação declarou que eles são ” A grande banda de rock do planeta”, e você terá muitas oportunidades de ir, e de tornar o mundo em lugar melhor. Você pode ter seu rosto estampado como uma pessoa que prega o amor, a esperança, pode ajudar a doação de medula óssea e salvar a vida de alguém, como vários fãs do Linkin Park tem feito. Você vai aprender como você pode ajudar o meio ambiente através da   Reverb, , uma organização sem fins lucrativos que trabalha com o Linkin Park para minimizar o impacto ambiental causado por gases. Ou você pode visitar os veteranos da América do Iraque e do Afeganistão, onde você vai encontrar veteranps que vão falar como proteger a população vulnerável.

Leia sobre esse projeto “veteranos de guerra” clicando na imagem

Você também pode conhecer o Music for Relief, uma organização fundada pelo Linkin Park em 2005 para arrecadar dinheiro, e conscientizar a ajuda direta aos desastres ambientais. o Music for Relief já arrecadou mais de 6 milhões de dólares ( mais de 13 milhões de reais) para os sobreviventes a desastres naturais, e plantou mais de 1 milhão de árvores para ajudar a combater o aquecimento global.

Como o Linkin Park é capaz de conseguir fazer isso?, como qualquer banda, eles tem seis membros, mas eles são do tipo, uma equipe de gestão de topo. Embora eles sempre estão ativos musicalmente, quando eles vieram pro lado da política, eles sempre estavam em outros mapas.

Em dezembro de 2004 eles haviam chegado recentemente de uma turnê no sudeste da Ásia, quando o Tsunami atingiu o a Ásia no dia 26 de Dezembro, com um imagem de devastação em área, onde o Linkin Park muito recentemente estava hospedado.

” Nós nunca tivemos o pensamento de ter uma organização social que fosse nossa”, disse o baixista Dave “Phoenix”

“Vimos a devastação, e sentimos que nós deveríamos ajudar , e nós mobilizamos nossa comunidade de fãs, e a industria da música em geral”

Provocando uma compaixão, a banda entrou em ação, usando seus recursos e infra-estrutura existentes.O Linkin Park foi de fato o principal fator expirador, hoje eles tem 66 milhões de fãs no Facebook. Em segundo lugar vem sua organização social, que tem uma gestão enorme, como dezenas de funcionários terceirizados, e em terceiro ficou a sua rede de colegas e bandas.

” Eu acredito na força dos numeros”, disse Farrell, ” Quero reunir o poder real para fazer a mudança por meio de uma multidão”

A banda percebeu que poderia fazer um maior impacto fornecendo sua própria compaixão. Eles contribuíram com ” Not Alone”, um vídeo para conscientizar e levantar fundos para o Haiti após o terremoto em 2010. O secretário geral das nações unidas ficou tão satisfeito com a resposta de mais de 9 milhões de visualizações no Youtube que ele pediu a banda para a banda apoiar sua ideia de energia sustentável para o mundo , uma iniciativa que promove um uso consciente e sustentável de energia elétrica . A colaboração veio, e foi chamada de  Power The World, que tem vindo a fornecer energia solar para lugares pobres e que nunca tiveram energia elétrica antes

Mais do que a consciência, a banda vê o Music for Relief como uma infra-estrutura para envolver pessoas que querem usar suas habilidades para fornecer ajuda, para isso eles organizam plantio de árvores, em conjunto com seus fãs e colaboradores.

Através de tais atividades, o Linkin Park é capaz de permear sua organização com uma cultura de muito cuidado, de acordo com um recente estudo feito por professores da “Business School EESEC”, uma ação social corporativa é eficar quando é baseada em uma criação de organização de pessoas que estão encorajados a ajudar e a cuidar um do outro, e é isso que a banda faz, encoraja os seus fãs a ajudar.

Na África do sul, em 2012, vinte membros da equipe do Linkin Park plantaram árvores em uma escola primária ” Foi o melhor dia” disse Missy Alllgood, ” eles foram tão doce”. Estas crianças pequenas viram como os pequenos gestos, podem ser grandes e belos. Eles estavam cantando, e cada pessoa da escola tinha uma lágrimas nos olhos;

 

A ética do cuidado se traduz como uma equipe se interage com os fãs, disse Tom Robb, o Linkin Park também transforma seu carinho de dentro da banda, para sua equipe, Jim Digby, que é o gerente de produção da banda, e o  “chefe” da equipe disse que sempre contrata pessoas com atitudes positivas, e que perpetuam o ambiente familiar, e que é normal ouvir no Backstage a frase ” Eu te amo”

 

O Linkin Park sempre renova sua energia filantrópica, eles visitam escolas, hospitais, e também campo de refugiados. Através dessas práticas, o Linkin Park tem sido capaz de fazer crescer suas atividades de ajuda, mas eles querem fazer ainda mais – ” O maior desafio é chegar a descobrir formas de envolver outros artistas do mundo todo”, disse Dave. É ótimo ter artistas apaixonado pelas pessoas e pelo mundo como o Linkin Park, é muito legal colaborar com o mundo.

” Temos que unir nossas forças e fazer barulho” – Dave disse.

Chester com um veterano de guerra

 

 

 

Fonte: forbes.com | Tradução e adaptação : Linkin Park Brasil

 

© 2015, www.linkinparkbrasil.com. O melhor portal de notícias do Linkin park no Brasil

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

Deixe seu comentário sobre essa Notícia

comentários