0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

Mike Shinoda escreveu uma carta aberta para os seus fãs na sua página oficial no Facebook. Ele falou sobre os shows, a relação com os fãs ao longo da tou, e o significado dela para ele. Confira:

“Pensando sobre dois meses atrás, esta tour poderia ter sido um fracasso total. Isso foi ao longo de cinco semanas, uma viagem circunavegando o planeta, com mais shows por semana do que eu fiz em anos. Eu estava em turnê como um “artista solo” pela primeira vez. Entre os shows e os dias de viagem de 3-18 horas em aviões, trens e automóveis, eu não tinha ninguém para ajudar a suportar o peso de entrevistas, reuniões e teleconferências, ninguém para pegar a folga se minha voz estivesse ficando cansada ou se eu ficasse doente. Os shows eram dramaticamente diferentes: dia, noite, interior, exterior, grandes multidões, pequenas multidões, sets longos, curtos. Eu estava adicionando dois músicos de apoio que eu nunca tinha conhecido, quase não tendo tempo para ensaiar. Isso se chamou agilidade, humildade, perseverança e paciência. E sorte.
Olhando para trás, o mesmo tema que me levou ao longo do ano passado e ajudou a dar vida a esta tour: gratidão. Eu me cansei. Eu fiquei doente. Mas em vez de cortar músicas, me vi adicionando-as. Em vez de me sentir desanimada, senti-me encorajado. Eu sou grato pela oportunidade de criar, de tocar ao vivo. Estou grato pelas pessoas excepcionais que fizeram sacrifícios para se tornarem parte de algo maior que todos nós. E agradeço a família de fãs que torna tudo isso possível.
A negócio é que, se você perdeu esses shows, você perdeu algo extraordinário. Não por causa do que fiz sozinho, mas por causa de todos nós. Confira os comentários para ver se estou exagerando. Estes não eram “shows”, nem “entretenimento”. Eles certamente não eram “tributos” ou qualquer coisa triste. Eu não sei como chamá-los, mas eles eram alegres, excitantes, catárticos, gritantes, cantantes, pulantes, celebrações que eu farei tudo o que estiver ao meu alcance para continuar, desde que eu tenha permissão para fazer.”

Tradução: Gabriel Guilherme

© 2018, www.linkinparkbrasil.com. O melhor portal de notícias do Linkin park no Brasil

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

Deixe seu comentário sobre essa Notícia

comentários