0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

O Site TeamRock.com listou em ordem alfabética, momentos importantes na carreira do Linkin Park, e o resultado disso é uma excelente viagem pela história da banda, confira abaixo

O Linkin Park é uma das maiores bandas de metal do mundo, o que inexoravelmente empurra os limites de seu trabalho ao longo de sua carreira. Eles deixaram a sua marca não só no cenário alternativo americano e europeu, mas também num sentido global, e enquanto eles estão trabalhando em seu sétimo álbum, vamos mostrar-lhes alguns fatos.

A é para… Agoura Hills

Onde tudo começou. Mike Shinoda, Rob Bourdon e Brad Delson se conheceram e fundaram a primeira parte do Linkin Park, quando estudaram juntos na escola em Agoura Hills, perto de Los Angeles, em 1996. Somente quando o grupo se juntou a Chester Bennington, em 1999, as coisas começaram a tomar forma.

B é para… Bebida Alcoólica

Agora eles não usam mais, mas Chester e Mike reconhecem que o Linkin Park enfrentou esse problema no inicio da sua trajetória, e que as condições de Chester não eram as melhores, foi quando ele lutou contra as drogas e o alcoolismo, que teve inicio na sua infância até os primeiros anos do grupo. “As primeiras tour foi onde teve o início de tudo… todo mundo bebia ou usava drogas. Eu não acho que alguém estava sóbrio”, Mike admitiu em uma entrevista.

C é para… Charity

Ao longo de sua carreira, o Linkin Park participou de vários eventos de caridade. Em 2004, eles fundaram a organização Music For Relief, para arrecadar fundos para as vítimas do tsunami no Oceano Índico, e desde então a MFR tem ajudado muitas pessoas após as catástrofes naturais, incluindo o furacão Katrina e o terremoto no Nepal no ano passado. Em 2014, durante a Carnivores Tour com o grupo 30 Seconds To Mars, o Linkin Park trabalhou com organização sem fins lucrativos associada aos problemas das alterações climáticas, para fazer uma tour relacionada ao meio ambiente.

D é para… Depeche Mode

Talvez este não é o primeiro artista que você associa com o Linkin Park, mas depois do ciclo do Meteora, em 2004, Mike Shinoda pôs a mão na massa remixando e produzindo, uma trilha retrabalhada do grupo Depeche Mode – Enjoy The Silence. Desde então, ele tem produzido Lupe Fiasco, trabalhou com Avicii e trilhas sonoras gravadas para programas de TV, incluindo a cerimônia da MTV VMA de 2005, uma série de documentários da CNN, a faixa-título para a série americana de artes marciais – Into The Badlands.

E é para… Emoção

Chester Bennington não tem medo de aprofundar as letras durante a entrevista – ele fala abertamente sobre o abuso sexual que sofreu quando criança – e como parte de seu projeto paralelo em 2005 Dead By Sunrise, ele não se conteve. “Eu escrevi um par de canções, o que parecia ter soado muito bem, mas eu sabia que eles não se encaixavam estilisticamente no Linkin Park. Elas eram mais escuras e sombrias do que escrevia antes para o grupo. Então eu decidi trabalhar por conta própria “, diz ele.

F é para… Fort Minor

O projeto paralelo Hip Hop de Mike Shinoda que lançou apenas um álbum, The Rising Tied, em 2005, foi um sucesso, e um dos singles, “Where’d You Go”, alcançou a quarta posição na parada da Billboard. Mike chamou para trabalhar um par de grandes nomes da música no mundo, incluindo Jay-Z, John Legend e Common. No ano passado, ele lançou o primeiro single em dez anos, a faixa do Fort Minor – “Welcome”.

G é para… Grammys

Eles foram nomeados para o prêmio seis vezes e ganharam dois Grammy, mas o maior momento da banda no Grammy – segundo recentemente em uma entrevista que Chester concedeu à Metal Hammer – foi quando eles tocaram Numb / Encore com Jay-Z na cerimônia em 2006. Nesse mesmo ano eles venceram na categoria de Melhor Parceria de Rap com esta canção. Eles também ganharam cinco prêmios no American Music Awards, um prêmio Billboard e ao todo 26 prêmios de várias cerimônias MTV ao redor do mundo, incluindo VMA, MTV Europe Music Awards e o MTV Asia Awards.

H é para o… Hybrid Theory

Não é apenas o nome do seu primeiro álbum – algum tempo depois eles se juntaram a Chester Bennington, era tambem o nome do grupo. Mas o avanço de seu álbum não foi fácil; apesar do fato de que eles promoverem em salas de chat (MySpace ainda não existia), e recebendo apoio de fãs on-line, eles ainda foram rejeitados pelas grandes gravadoras, até assinar um contrato com a Warner.

I é para a… Inovação

Uma das coisas que são interessantes do Linkin Park – esse desejo de ir além de seu gênero e tentar fazer algo novo com a sua música. Minutes To Midnight, seu terceiro álbum e o primeiro deles, que foi produzido por Rick Rubin, foi o álbum em que eles ficaram longe de suas raízes nu-metal. Rick disse que “eles estão se reinventando, não soa como rap-rock. São composiçoes muito fortes. Elas são muito melodicas”, o guitarrista Brad Delson chamou de “grande partida”.

J é para… Jay-Z

Álbum LP e Jay-Z – Collision Course é provavelmente uma das mais famosas colaborações. O EP Collision Course subiu para a primeira posição da Billboard 200, o álbum foi lançado em 2004 e o único single do álbum, ganhou um Grammy, Numb / Encore alcançou a 20º posição. Até à data, vendeu cerca de 7 milhões de cópias em todo o mundo.

K é para… Knowing The Scene

Os caras do Linkin Park sempre mostraram abertamente sua atração para o novo, tanto na tecnologia, como no campo da música, e eles integram uma parte da música alternativa moderna. Em uma conversa recente Chester Bennington mencionou o Twenty One Pilots como um grupo que sabe como tornar-se famoso durante a noite, como foi o caso com o LP. “Eu acho que eles se sentiram como a gente fez em 2001”, diz ele.

L é para… Living Things

O quinto álbum Living Things imediatamente se tornou um sucesso, alcançando o primeiro lugar na Billboard 200. Mike Shinoda, que produziu o álbum com Rick Rubin, descreveu-o como uma tentativa do grupo para construir uma “ponte entre todos os álbuns anteriores. Queríamos trazer algo novo para os nossos fãs antigos, e algo velho para os nossos novos fãs, misturando tudo.”

M é para… Mike Shinoda

Mike é o coração do hip-hop e mix de rock do LP, e ele também é um produtor independente bem sucedido. Impressionantemente, ele também encontra tempo para trabalhar em artes. No ano passado, ele pintou um modelo stormtrooper inteira para a exposição de Art Awakens Star Wars em Hollywood, e que o dinheiro do leilão foi doado a UNICEF. O modelo foi avaliado em algo como a 15-20 mil dólares.

N é para… Numb

Uma das canções mais conhecidas do Linkin Park – Numb em 11 º lugar na Billboard Hot 100, e também ocupou a posição de topo no Modern Rock Tracks por 12 semanas. Foi dado nova vida quando lançado Remix com Jay-Z – Numb/Encore, abrindo-se o grupo para novos fãs fora do mundo da música alternativa.

O é para… Out Of Ashes

Chester Bennington lançou apenas um álbum, Out Of Ashes, como parte de seu projeto paralelo Dead By Sunrise, mas foi muito pessoal. Em uma entrevista, ele disse que, enquanto muitas das canções do álbum foram inspiradas por coisas que há muito tempo ele lutava: “Minha vida está caindo aos pedaços … Eu escrevi sobre isso neste álbum, sobre o divórcio, sobre o quão profundamente eu fui ao álcool e dependência de drogas.”

P é para… Pharrell

Não, ele não está na lista de colaboradores do Linkin Park, apesar de que seria uma boa ideia. Os membros do Linkin Park, bem como Rivers Cuomo, Tool e Poison assinaram uma carta aberta em apoio a Pharrell Williams e Robin Thicke, depois que eles foram acusados de violação de direitos autorais em sua canção Blurred Lines. O veredito é orejudicial para os músicos. “O veredito, neste caso, pune artistas para a criação de novas músicas, inspirados em obras anteriores… A lei deve prever regras mais claras que os músicos devem seguir quando eles cruzarem a linha do que é permitido”, diz a carta.

Q é para… Quashing Criticism

Há pessoas que dizem que o LP não é forte o suficiente para ser considerada banda de metal, mas há pessoas que gostam de sua música, eles não se importam. “Em um lineup pesado, eu me sentiria como o Backstreet Boys’, admite Chester Bennington, em conversa com a Hammer”, mas parece-me que ganhamos nosso lugar.”

R é para… Rick Rubin

Para trabalhar em Minutes To Midnight, A Thousand Suns, e Living Things o Linkin Park convidou o super produtor Rick Rubin. Rick já produziu em diferentes áreas envolvendo vários artistas, de Slipknot, Metallica e Slayers e terminando com Run DMC, Lana Del Rey e Shakira – e é isso que atraiu o grupo. “Rick Rubin produziu tudo, desde Run DMC a System Of A Down e Johnny Cash. Nosso estilo é baseado em uma mistura de estilos. Então, quem melhor para produzir o novo álbum do Linkin Park? “, Disse Mike Shinoda na época.

S é para… Suporte

Mike sempre fala abertamente em entrevista sobre como o grupo ajudou Chester a combater seu vício. “Quando Chester teve problemas, todos corremos para ajudá-lo, e disse, queremos apoiá-lo, o quanto ele significa para nós que ele estava fazendo algo positivo”, diz ele. “Temos a sorte de ter uma branda completa, onde todos nós temos uma mente aberta… todos nós apoiamos uns aos outros. Estamos sempre prontos a levantar um ao outro “.

T é para… Tecnologia

No ano passado, o Linkin Park anunciou que eles criaram uma empresa de capital a Machine Shop Ventures, para investir em startups de tecnologia. “Estar rodeado por essas pessoas que pensam bem, que são muito inteligentes – isso me inspira. Eu sinto que estamos mais em casa lá”, disse Mike na conferência de tecnologia em Los Angeles.

U é para… Unintetional Leaders ou Líderes não intencionais

LP é muitas vezes considerado um farol do nu-metal, mas de acordo com Mike, não é o que eles queriam. “Quando o nosso grupo apareceu pela primeira vez, era muito sobre um único som, e todas estavam criando versões diferentes desse som. Nós odiavamos ser atribuídos a tudo isso. Nós não estávamos contra todos os grupos que surgiram com a gente, nós apenas não gostávamos que alguém falasse que agora há um movimento de nu-metal, e nos colocaram como se tivéssemos puxado essa bandeira”, disse a Complex em 2012.

V é para… Viral

A base de fãs do Linkin Park sabem como usar todo o poder da Internet. Quando a banda se apresentou na estréia mundial de Transformers: Dark Side of the Moon – onde também contribuíram para trilha sonora do filme – na Praça Vermelha, em Moscou, os fãs fizeram uma manifestação pela paz no evento, organizado através de fóruns na Internet. Chester disse ao The Guardian, que “os meninos se expressarem dessa maneira, foi muito comovente, isso é algo que nunca vou esquecer.”

W é para… Warner Music

Quando LP assinou um contrato para o primeiro álbum com a Warner, com uma pequena ajude de um cara chamado Jeff Blue. Anteriormente trabalhou como jornalista de música para Billboard e outras publicações, Jeff começou a trabalhar na Warner, e tinha anteriormente contratado Brad Delson como estagiário. Ele os ajudou a assinar seu primeiro contrato, mas no momento posterior o grupo teve um problema com o rótulo – antes do lançamento do Minutes To Midnight, eles se pronunciaram contra à estratégia da Warner em reduzir os custos e como ela afetaria os artistas, mas finalmente concordou em renovar o contrato .

X é para… Xero

Este foi o nome da primeira encarnação do Linkin Park. Antes de Chester se jutar a eles, Mike, Brad e Rob Bourdon gravaram uma fita demo no quarto Mike. Isto lhes rendeu o primeiro acordo de publicação , mas eles foram rejeitados pelas grandes gravadoras.

Y é para… YouTube

Enquanto trabalho duro em seu sétimo álbum, a banda usa sua conta no Youtube e outras de mídias sociais para manter os fãs atualizados do progresso. Na atualização mais recente, que foi lançado no final de agosto, Chester disse: “Estou muito orgulhoso do que temos conseguido no estúdio até o momento, temos um monte de coisas grandes, que eu espero que seja capaz de desafiar os nossos fãs, bem como os inspira também”. Parece que o novo álbum pode lançar uma bola curva.

Z é para… Zomba Music

Antes deles assinarem com a Warner, LP – que então ainda se chamava Xero – assinou um contrato com a editora de música Zomba graças ao seu amigo Jeff Blue, que trabalhou na Zomba antes da Warner. Em seguida, ele admirava o grupo e assinou um contrato com eles com a Zomba logo após sua primeira apresentação.

 

Fonte: teamrock

© 2016, www.linkinparkbrasil.com. O melhor portal de notícias do Linkin park no Brasil

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

Deixe seu comentário sobre essa Notícia

comentários