0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

 

Mike foi entrevistado pelo jornal Britânico “Metro“, o assunto abordado foi tecnologia, e de como essa tecnologia influencia o Linkin Park a fazer novas músicas. Leia a entrevista abaixo:

 

O Linkin park sempre fundiu analógico com digital, você é um grande fã de tecnologia?

– Absolutamente eu sou, meu pai era engenheiro aeroespacial, e trabalhava em uma empresa que construía coisas para aviões de combate. Ele não podia me falar sobre essas coisas, mas eu era cercado de tecnologia em casa, eu cresci com isso dentro da minha casa, e então eu fui para a faculdade fazer arte e design, mas a cada chance, eu ia sorrateiramente ao laboratório de informática mexer um pouco.

 

A tecnologia afetou sua maneira de fazer e tocar músicas?

– Então, eu sinto que há um novo avanço de tecnologia a cada seis meses, só pra se ter uma ideia, nós escolhemos o nome da nossa banda por que seria um bom nome para um site, e seria muito importante termos um endereço .com. Quando começamos os fãs nos escreviam pelos correios, e isso era quando ainda nós estávamos enviando fitas, então depois entramos em uma era de software e computadores, e hoje podemos escrever e gravar músicas online, tudo isso em um instante.

my tech- mike shinoda

 

Existe alguma “peça” da tecnologia que você não pode viver sem?

– Eu sou muito curioso sobre o Windows, eu cresci em torno de produtos da Apple, mas há uma enorme quantidade de pessoas que utilizam o Windows, e se aproveitam do baixo custo, e programação compartilhável, nós estamos a trabalhar com uma empresa chamada “OpenLab”, para fazer uma versão do Garage Band para PC, chamado de “StageLigth”, e eu tenho tocado ele com um tablet, e posso fazer batidas uma em cima da outra.

 

Há umas figuras impressas em 3D de você, e seus amigos de banda, o 3D é a impressão do futuro?

– Joe Hahn e eu temos uma uma impressora 3D em casa, mas eu só brinco com coisas pequenas, e figuras ocasionais, como joias para minha esposa. Mas é muito legal, você pode ir a um site e compartilhar ideias, por que já existe uma comunidade de usuários ai foda, quando a empresa “Staramba” veio ate nós e disse que queriam fazer uma varredura 3D e nos imprimir, eu pensei, Isso é incrível!

Veja aqui as miniaturas 3D da banda 

 

Sabemos que você tem uma afinidade com Transformers, mas que outros filmes você queria que fosse refeito com grande orçamento?

Eu fui apresentado ao Pokemon pelo meu filho, ele é um pouco obcecado por jogos. Mas eu quando garoto via, Thunder Cats, e He-Man, mas os filmes que eram da década de 80 e 90 , e era simplesmente terrível, por isso eles merecem um bom Remake.

 

Vocês lançaram “GATS” com um vídeo de vídeo game, mas por que?

– Joe conheceu a Microsoft, e apresentou um jogo aplicativo, mas essa experiência não saiu tão bem como esperávamos, talvez seria necessário mais de um ano para programar algo legal, mas os fãs podem usar esse jogo para mexer em nosso material, mas haverá novos projetos bem legais no futuro, aguardem.

 

Por fim Mike, como foi trabalhar com Jay-z?

– Ele é um cara legal, ele é engraçado e mesmo assim sabe falar sério, e é inteligente. Tivemos uma ótima experiência ao tocar com ele no Grammy, junto com o Senhor Paul McCartey.

 

Fonte: Mike Sinoda Clan | Jornal Metro – Tradução: Linkin Park Brasil

© 2014, www.linkinparkbrasil.com. O melhor portal de notícias do Linkin park no Brasil

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

Deixe seu comentário sobre essa Notícia

comentários