0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

Mike Shinoda revelou porque ele selecionou algumas canções em particular do Fort Minor e Linkin Park para incluir em seus shows solos.

O Podcast Rock Sound conversou com Mike Shinoda sobre seu recente álbum solo “Post Traumatic” e o que podemos esperar de seus futuros planos musicais.

Podcast: Ficamos imaginando se você ficou surpreso com a reação de comemoração que recebeu, dada a natureza sombria das letras após o falecimento de Chester Bennington:

Mike: “Eu não acho que isso me surpreendeu, mas foi melhor do que eu imaginava. No outro dia, eu toquei em um lugar realmente pequeno, um lugar com capacidade para 600 pessoas em Nova Iorque e foi muito animado… ‘In The End’ foi muita emocionante naquela noite. Isso foi algo que foi indo a medida que toquei em mais shows, isso é toda uma nova experiência. Primeiro de tudo, foi fazer as coisas da minha maneira, tem muitas novidades em fazer isso. Existem surpresas ao redor de todos os cantos, o que mantém isso animador, e ainda abre para muito mais espontaneidade.”

Podcast: Mas com um enorme catálogo por trás, como você selecionou quais músicas do Fort Minor e Linkin Park iriam ser tocadas no seu show solo?

Mike: “Isso ainda está mudando. Eu peguei mais canções que eu realmente posso colocar na setlist, em termos do que eu estou pronto para tocar e o que eu quero tocar. Isso é ótimo. Eu estou tocando isso de ouvido. Mas algumas das canções estão lá porque são as favoritas dos fãs e algumas outras porque são populares. Outras como ‘Kenji’ eu adicionei, porque eu me sinto como, especialmente nos shows americanos, falar sobre coisas como problemas de imigração e que são coisas que precisam ser lidadas agora. E essa canção é sobre isso. Na segunda guerra mundial, minha família e todas as famílias de japoneses na costa oeste foram enviadas para campos internos nos Estados Unidos. Então, é topicamente relevante.”

Podcast: Então, nós iremos ver mais momentos políticos em seus shows mais para frente?

Mike: “Quando parecer apropriado e for algo que eu sinta que eu quero falar sobre, eu posso trazer um pouco disso. Nós temos outra canção, é uma canção do Linkin Park chamada ‘Hands Held High’, o qual foi uma espécie de fluxo de consciência quando George W. Bush foi presidente. Na outra noite eu estava sentindo isso, então eu toquei essas duas canções, eu cantei um verso acapela de ‘Hands Held High’ e então toquei ‘Kenji’. Eu estava lendo o twitter nesse dia e foi indo tipo: “Oh meu deus, isso é tão insano”. E então, outras vezes, isso foi indo através de certas coisas durante o dia e a vontade de tocar certas canções.”

Fonte: Podcast Rock Sound
Tradução e revisão: Gabriel Guilherme

© 2018, www.linkinparkbrasil.com. O melhor portal de notícias do Linkin park no Brasil

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

Deixe seu comentário sobre essa Notícia

comentários

Leave a Reply

Your email address will not be published.