0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

Chester Bennington conversou sobre o próximo show e o que podemos esperar do Linkin Park para 2014. Também conversaram sobre ele ser o cantor principal de duas bandas, que ele e o Jared Leto conversam sobre suas vozes, sobre as apresentações com Steve Aoki e o novo álbum do Linkin Park que está por vir. Confira a conversa por telefone:

Chris Jackson: Estou conversando com Chester Bennington, como vai?

Chester: Nada de mais, e aí?

Chris: Estou ótimo, obrigado pelo seu tempo hoje.

Estava falando sobre o show do Linkin Park que acontecerá em Las Vegas em 10 de Janeiro de 2014, no The Joint no Hard Rock Hotel & Cassino, que será o primeiro show do Linkin Park do próximo ano, então nós estamos bastante animados. Você tem feito shows com o Stone Temple Pilots e tenho que te perguntar, como isso está acontecendo? Essa nova experiência de tocar com o STP.

Chester:  É ótimo.  Nós tivemos ótimos momentos fazendo turnê e tocando shows juntos, foi muito legal ver os caras do STP aproveitar e se divertir juntos no palco. Tem sido ótimo. Nós estamos voltando para o estúdio para fazer novas músicas mas também preciso estar com tudo terminado no estúdio para sair em turnê com o Linkin Park. Tem sido divertido, muito trabalho, mas vale a pena. E eu vou fazer isso dar certo.

Chris: Eu ia mesmo te perguntar. Como tem ficado ocupado o tempo inteiro. Como você tem conciliado? Fazer todas as coisas com o STP e também tentar manter o foco no Linkin Park?

Chester: As vezes é muito simples e as vezes é muito louco. Depende do que está acontecendo. Mas para mim é, tipo, eu adoro fazer músicas, cara. As vezes realmente existem momentos em que acontecem conflitos e tudo fica confuso. Mas preciso continuar, desde o momento em que eu disse que sim. Neste momento, é o início do ciclo do Linkin Park e o fim do que eu estava fazendo até agora com o STP. Mas eu sei que, quando eu estiver viajando, os caras do STP estarão escrevendo novas músicas, e parece que vou estar nos estúdios nos meus dias de folga do LP (risos). Mas eu me sinto sortudo por estar fazendo as coisas que ando fazendo. Eu faço músicas com meus amigos, para viver. É uma oportunidade incrível de tocar com diferentes pessoas que eu respeito e que eu admiro como compositores, incluindo, é claro, os caras do LP. Então, tem sido desafiador e divertido.

 Chris: Não faz muito tempo eu falei com o Mike e o Steve Aoki sobre o novo single do Linkin Park, A Light That Never Comes. Vocês estão apresentando ela, como na última semana, no Kimmy Kimmel. Como isso tem sido pra você? Apresentar somente com o Mike e o DJ, quando deveria ter a banda toda no palco com vocês?

Chester: A primeira vez foi meio que estranho. Nós tínhamos um palco enorme, e ninguém lá em cima. Eu estou acostumado a me desviar dos caras, porque estou sempre correndo pra lá e pra cá. Mas tem sido divertido. Tenho que admitir, que no Jimmy Kimmel eu não tava bem, apesar de termos tocado legal,. Eu, na verdade, estava doente. Eu literalmente perdi a minha voz dois dias antes desse show, e estava muito preocupado com isso, não era pela apresentação em si, era mais porque, “droga eu não posso falar e eu preciso cantar uma música em rede nacional de televisão”.

Chris: É parece que é um mal momento essa semana, porque nós tivemos por aqui o show do 30 Seconds to Mars essa semana, e o Jared Leto estava com o mesmo problema. Ele estava muito doente e fez tudo que podia pra se apresentar.

Chester: É engraçado porque o Jared e eu temos um estilo similar de cantar, nós dois cantamos agudo e nós dois gostamos de gritar um monte.

Chris: E você não consegue isso tudo quando está doente.

Chester: Sim, e Jared e eu, quando conversamos, meio que parte da nossa conversa, toda vez, é sobre “Cara, comoestá indo a sua voz? Como você está lidando com ela? Você está se mantendo hidratado?” Nós dois ficamos assim, “ah meu deus” , porque nós dois somos viciados em trabalho. Então é muito engraçado… eles tem uma banda incrível… você encontra uma maneira de fazer acontecer. As vezes você está em um bom dia, as vezes não, mas você precisar fazer, é o que fazemos para viver, e fazemos por diversão.

Mas tocar com o Steve Aoki é incrível. Eu acho que ele viaja tanto como se fosse 4 pessoas. Ele tem a habilidade de fazer vários shows em um mesmo dia. É tipo, ele pode estar morto de cansado que não importa, ele pode estar doente que não importa, é incrível o que ele tem feito.

Chris: Yeah, ele trabalha feito um doido também.

Chester: Cara, você viu a agenda de trabalho dele?

Chris: É, especialmente aqui em Vegas, ele está aqui o tempo todo, e então, no dia seguinte, ele está do outro lado do globo. É doido.

Chester: Aham, ele é DJ residente em Las Vegas, então ele está por aí o tempo todo, e daí ele está na Espanha, depois em Londres, depois na América do Sul e depois de volta à Las Vegas. Cara, não teria como eu sobreviver a isso, seguir essa agenda. Esses caras, no nosso mundo, eles não poderiam. Os fãs dele vão para os shows para dançar e fazer festa, não estão necessariamente conectados. Como vocalista, eu preciso estar conectado com o público. Para eles, é mais sobre ir e fazer o melhor que eles puderem para colocar o som, e manter a festa acontecendo.

Chris: Tem sido um ano cheio para o Linkin Park, obviamente pelo sucesso do Living Things e depois do Recharged. No início do ano o Linkin Park fez o único show nos EUA desse ano e agora será em Las Vegas, seremos abençoados novamente com uma apresentação de vocês no The Joint no Hard Rock Hotel & Cassino. Tem algo de especial pra vocês e os outros caras quando eles vem tocar aqui em Las Vegas?

Chester: Sabe, Las Vegas é um lugar especial. Existem muitos fãs que moram lá. E tem tanta coisa acontecendo, e eles esperam por esse momento, para que o show aconteça. Ao mesmo tempo, você também tem uma combinação de pessoas de todos os cantos do mundo, que vem aqui, e ficam felizes de ver você tocar e ficam animados. É tudo especial. Toda vez que tocamos aí, tivemos um grande show. O Meet & Greet com os fãs… cerca de 200 pessoas que aparecem pra nos conhecer. É insano. Tem uma coisa especial, que não acontece em todas as cidades. E óbvio que para nós também, nós amamos, porque podemos apenas tocar e ir para casa (risos). Tem só pontos positivos.

Chris: Certo, será em 10 de Janeiro, no The Joint Hard Rock Hotel & Cassino. Os ingressos começam a ser vendidos amanhã. Depois desse grande show no início do ano, o que tem mais para o Linkin Park?

Chester: Nós estamos no estúdio e esperamos ter um álbum em breve. Nós já falamos que será em 2014. Obviamente nós temos uma boa idéia de quando isso será, mas não vou contar para você, caso a gente decida ajustar algumas coisas e precisar de um tempo a mais. Mas acho que as pessoas estarão ouvindo alguma música do Linkin Park em breve. E para 2014, nós temos alguns planos para o verão, fazer turnê, estou muito animado com isso. Será um grande ano para o Linkin Park.

Chris: Honestamente, eu achei que esse era o ano que Linkin Park pelas coisas que vocês realizaram, em suas carreiras. Esse ano foi fenomenal, mas ei, se vocês conseguem fazer algo melhor e maior ano que vem, vão lá. Vejo vocês em 10 de Janeiro. Chester Bennington do Linkin Park e do Stone Temple Pilots, foi um prazer.

Chester: Obrigado cara.

Fonte: x107.5

© 2013, www.linkinparkbrasil.com. O melhor portal de notícias do Linkin park no Brasil

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

Deixe seu comentário sobre essa Notícia

comentários