0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

Os membros do Linkin Park, Chester e Rob deram uma entrevista a revista Japonesa “ Gekirock “, que foi traduzida pela Blackout Mostrar Online. Onde eles falam sobre o The Hunting Party.

 

Falando sobre o novo álbum, Chester disse que toda vez que a banda começa a fazer um novo álbum, e como se eles fizessem “renascer” uma nova banda.

” Nós deliberadamente tentamos fazer de cada álbum um novo som, para assim não fazermos o mesmo álbum duas vezes. Este é o Linkin Park, e nós fazemos o que gostamos de fazer, essa é a verdadeira natureza da nossa banda, afirmou. “Quando você escuta alguma faixa dos nossos álbuns, você logo sabe que é Linkin Park.”

Não importa o que as outras pessoas pensam, nós nos preocupamos com a nossa própria qualidade pessoal, nós não podemos controlar o que as pessoas gostam, mas podemos controlar o que fazemos, nossa própria satisfação. Isso acontece em cada lançamento de álbum, e ficamos muito gratos que o nossos fãs sentem da mesma forma que a gente .

Atualmente no cenário Hard Rock não tem nada que nos emocione musicalmente, todas as bandas são indie, e soam como Train, isso é algo meio mentiroso.

Chester também tocou as razões que levaram a banda para a realização do “The Hunting Party”.

” Eu não estou reclamando sobre a música em si, mas a natureza da música, por exemplo, em uma manchete diz : Cura para o câncer encontrado!, então você  não pode escrever sobre como Lindsay Lohan ficou bêbada em alguma festa, é apenas algo que você não faz. Eu não quero ser desonesto na minha própria música, você não pode tocar algo contemporâneo em uma estação de Rock, isso definitivamente me dá nos nervos, mesmo que seja uma boa música (risos), acho que esse é o problema na cena da música atual. 

chaz

” Havia músicas que Mike estava trabalhando antes, eu gostei, por que eu sabia que dava para transformá-la em algo legal, mas Mike do meio desse projeto decidiu que ele estava odiando, e começou a fazer uma nova canção, e assim se formou “Guilty All the Same ‘, eu o pedir pra poder ouvi-la, quando eu ouvi o Riff  e a bateria eu gritei: SIM!, É ÓTIMO, eu quero que todo o álbum se pareça com isso, eu estava realmente animado: Deixe me gritar agora!, eu disse a ele (risos), você consegue entender?  havia um sentimento que eu não sentia a muito tempo, foi incrível nós seguirmos essa direção, uma vez que você decide o que quer, o caminho a sua frente fica bem mais claro.

Chester também discutiu sobre as palavras do mentor do Linkin Park, Mike Shinoda, sobre o  “The Hunting Party ” ser uma prequel ( algo parecido) com o  ” Hybrid Theory “. De acordo com Chester, Mike se referiu a mentalidade do álbum.

Não é igual mesmo , é um som liderado principalmente pela guitarra , mas eu acho que este novo álbum representa verdadeiramente o que nós realmente queremos fazer neste momento . Ele reflete a forma como ele deve ser, o que quero dizer é que esse álbum falar por nós, é um som “perdido” por nós, que esta capturado lá.

” O que é pode similar é o mesmo sentimento do ” Hybrid Theory “, no mento atual da música temos músicas legais, mais nada que me cativa. As músicas que eu quero ouvir agora são as mesma de quando eu tinha 15 ou 20 an0s, existe bandas boas por ai, mas apenas 2 ou 3 que estou ansioso para ouvir, e isso é uma das coisas que nos inspirou a trabalhar no novo álbum. Nós sabemos que os fãs estão super ansiosos para ouvir um álbum pesado, mas eu não gosto da ideia que eles pense que vai ser algo parecido com o  Hybrid Theory nesse sentido.

” Cada música tem a sua história nesse novo álbum, algo elaborado, e assim começamos a discutir colaborações, por exemplo em GATS, sabíamos que era algo que os fãs iam gostar e aumentar a expectativa do nosso novo som. Em “Rebellion” nós queríamos um novo som, não no sentido de ter um novo produtor ou algo do tipo, queríamos um músico  que nós tivéssemos respeito , e então pensamos no Daron do   System of a Down, uma canção épica.

“Quanto ao Daron , nós deixamos ele ouvir a música, e ele gostou . Ele não queria adicionar guitarra ou qualquer coisa ,porque tudo já estava lá. A canção foi perfeita, é  tudo o que eu esperava criar. ‘ All for Nothing’ também tem uma história interessante. Nós gostamos desde o início , a melodia era legal, mas Mike estava tendo problemas para cantá-la ,é raro ele ter esse problema. Perguntei-lhe: ‘E se esse vocal fosse algo tipo o Helmet ? e ele respondeu : ‘Eu também penso assim , mas isso é uma coisa boa ? ” É claro, eu disse a ele , eu adoro Helmet. Então em poucos disas  ele estava em nosso estúdio.

Por fim, o baterista Rob Bourdon admitiu que , a partir do lançamento do álbum , os shows ao vivo serão o desafio para ele:

É por isso que eu treino em torno de 4 a 5 horas por dia no meu home studio. Pratico até que meus braços fiquem dormentes , e depois tomo o próximo dia de folga , do jeito que eu sempre fiz.

 

Eu tenho que ser capaz de tocar esse álbum do inicio ao fim, os sons de bateria são registradas em uma única tomada , porque não há nada que você pode editar ou pausar, é por isso que eu tenho que ser capaz de manter a bateria de todas as  músicas do mesmo nível. Já faz algum tempo que eu não toco coisas tão intensas, eu estou gostando de como as coisas estão saindo,eu consegui entender o objetivo final do álbum,eu percebi que estava mudando, me tornei mais agressivo, dando opiniões e derramando a minha energia em cima das músicas. Acho que superei alguns limites, eu mal posso esperar para que todos possam ouvir isso ao vivo.

 

O novo álbum do Linkin Park, The Hunting Party irá ser lançado no dia 17 de Junho de 2014 e você já pode reservar o seu através do site oficial da banda : www.linkinpark.com

 

Fonte: ultimate-guitar.com

 

 

© 2014, www.linkinparkbrasil.com. O melhor portal de notícias do Linkin park no Brasil

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

Deixe seu comentário sobre essa Notícia

comentários

About The Author

O importante é é isso ai