0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

O Linkin Park não chegou a fazer muitos shows na turnê One More Light World Tour no início do ano – apenas 21 apresentações antes do cantor Chester Bennington falecer no dia 20 de Julho. Isso faz com que o One More Light Live seja ainda mais único para ambos, Linkin Park e fãs.

Todos nós 6 da banda ficamos muitos orgulhosos com os shows da turnê One More Light” disse Mike Shinoda por e-mail à Billboard. “Todo mundo estava no seu melhor, principalmente Chester. Ele estava cantando ao vivo melhor do que já vi. A ideia de lançar este álbum veio dos fãs e amigos, e eu estou muito grato por eles terem pedido isso. É uma maneira muito boa de mostrar como era especial a experiência de cada noite.

E, enquanto eu ainda não sei o quem vem em seguida para nós, ou individualmente, este álbum certamente é uma ótima maneira de olhar para o trabalho que criamos com o Chester.

O álbum One More Light Live conta com 16 músicas da turnê europeia, com a aparição do convidado especial Stormzy em Good Goodbye. Durante a turnê, o guitarrista Brad Delson falou que estava satisfeito em como o álbum One More Light havia estreado (o álbum atingiu o número 1 da Billboard 200 em Maio).

Eu diria que surpreendente ou não, essas músicas são muito naturais para nós tocarmos por causa da forma como elas foram escritas“, explicou Brad na época. “Elas foram quase mais fácies de tocar e compartilhar do que outros álbuns que fizemos, onde o processo de trazer o álbum do estúdio para um show era trabalhoso e levava um tempo. Essas músicas são muito versáteis. São naturais para tocar. Elas se encaixam com as outras músicas muito bem. E nós estamos nos empenhando em tocar as músicas de diferentes formas, seja na versão que você ouve no álbum ou algo mais acústico e próximo. Acho que essas músicas permitem esse tipo de dimensionalidade.

O Linkin Park realizou um show em homenagem à Chester com vários convidados em Los Angeles. Eles ainda não anunciaram nenhum plano para continuar, ou mesmo se o Linkin Park vai continuar como banda, e como Mike disse, o processo de cicatrização ainda está em andamento no momento.

O luto é um processo não-linear.” ele escreveu. “Não tem ‘estágios’ que vem em uma ordem certa, existem fases que aparecem e vão de forma aleatória. Algumas pessoas estão tendo dias tristes, outras estão tendo dias bons, outras estão irritadas… adicione esse estresse constante e medo de forma cíclica, e você tem um caos nas suas mãos. Então, eu tento fazer questão de compartilhar como estou, principalmente no instagram e no twitter, especialmente quando eu sinto que estou tendo algum progresso. Lidar com o final deste capítulo é obviamente devastador, mas, ao mesmo tempo, é também o começo da próxima história.

Fonte: Billboard

© 2017, www.linkinparkbrasil.com. O melhor portal de notícias do Linkin park no Brasil

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

Deixe seu comentário sobre essa Notícia

comentários

About The Author

Fã em tempo integral e criadora de conteúdo nas horas vagas, meu hobby preferido é escrever sobre Linkin Park e conhecer novos fãs. Tive a oportunidade de ir em 10 shows do Linkin Park, sendo o primeiro em 2004 no Morumbi e tive a oportunidade de ir em 3 do Mike Shinoda, na turnê do Post Traumatic.