0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

Membros da antiga banda de Chester Bennington, Grey Daze e do projeto paralelo, Dead By Sunrise, se reuniram no início de Setembro para um memorial para homenagear Chester, em Las Vegas. O evento foi organizado em parceria com o Club Tattoo, empresa cujo Chester é sócio e o dono é um dos membros do Grey Daze.

O evento iniciou com vários depoimentos de fãs, seguidos do depoimento de Thora Dowdell, do Club Tattoo, amiga de Chester de longa data. Em seguida foi a vez de Sean Dowdell, do Grey Daze e Club Tattoo, um dos primeiros e mais antigos amigos do Chester e por último Ryan Shuck, do Dead By Sunrise e Julien-K, amigo do Chester por quase 20 anos. Após os depoimentos, Ryan e Amir do Dead By Sunrise e Mace Beyers tocaram algumas músicas. 

Sean disse “Chester era um parceiro de negócio fantástico. Thora e eu realmente fomos abençoados por tê-lo como parceiro de negócios. A fama era algo que não importava, ele trouxe muita criatividade e muitas idéias excelentes.” Sean contou que Chester sempre fazia ou falava algo inesperado nas reuniões e isso o deixava nervoso, no início. No funeral, ele comentou isso com Mike Shinoda e Mike riu “Tivemos a mesma experiência!“. Sean também falou “Ele era um cara selvagem, eu estava sempre nervoso sobre o que ele iria falar mas Thora me disse ‘Apenas deixe ele ser ele mesmo.’“.

Thora Dowdell, Sean Dowdell e Chester Bennington no Club Tattoo em 2009.

Ryan fez um emocionante discurso, o mesmo feito no funeral do Chester, ele quis compartilhar isso com os fãs. Dentre as histórias dele, ele falou sobre Susan, mãe do Chester. “Nós levamos a Susan para jantar, e então começamos a falar. Susan estava super agradecida. Eu comecei a me sentir feliz quando Susan começou a contar histórias sobre Chester quando ele tinha 2 anos. Ela estava dizendo que o Chester aprendeu todo o filme do Popeye e ele cantava e atuava todas as partes para todo mundo que viesse em casa. Isso é o Chester pequeno, ele provavelmente pesava uns 2kg e era um pouco maior que um Chihuahua. Ele era um cara pequeno por um bom tempo antes de se tornar [um rock star].” Ele falou em seguida “Nós estávamos todos rindo e descobrimos que, sempre que começamos a falar do Chester, não podíamos deixar de rir e se divertir. Quando você começa a falar sobre ele, não consegue deixar de sorrir.

Assista os depoimentos:

 

© 2017, www.linkinparkbrasil.com. O melhor portal de notícias do Linkin park no Brasil

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 0 Flares ×

Deixe seu comentário sobre essa Notícia

comentários

Leave a Reply

Your email address will not be published.